Dando a sua contribuição à maior operação de engenharia social jamais perpetrada na história da humanidade, o governo do estado de São Paulo emite hoje decreto tornando obrigatório, a partir de 2a feira (dia 4), o uso de máscara de proteção no transporte público (Metrô, CPTM, ônibus intermunicipais da EMTU, ônibus rodoviários fiscalizados pela Artesp e ônibus da prefeitura de São Paulo).

“A obrigatoriedade é válida também para táxis e aplicativos” (sic) disse Dória. Interprete como quiser.

O uso de máscara tira da pessoa o seu mais importante traço de individualidade – o rosto – e é um passo,  um pequeno passo, mais um, na direção da despersonalização total do ser humano. Em breve, seremos um número, descartável, pronto para ser eliminado, bem ao desejo dos psicopatas sedentos pela diminuição da população mundial, seja pelo aborto, pela eutanásia, pelas drogas, pela bandidagem ou por um vírus.

Um simples vírus chinês.

* * *