No dia 19 de março deste ano, um incêndio matou duas pessoas por inalação de fumaça em um prédio residencial no bairro de Campo Belo, zona sul de São Paulo. Segundo depoimentos de condôminos, as portas corta-fogo (que, entre outras coisas, evitam a propagação de fumaça) estavam desativadas, com calços mantendo-as abertas para que evitar que os moradores tocassem nas maçanetas e se contaminassem com o vírus da Covid.

Com informações EFITEG.

***