“Donde bem, por essas e por outras, contam que Carlos V, que desde muito menino teve de estudar uma porção de idiomas, por quantas terras e povos em que reinar, costumava dizer que: o espanhol era para se falar com os reis, o italiano com a mulher amada, o francês com o amigo, o holandês com serviçais, o alemão com os soldados, o latim com Deus, o húngaro… com o diabo.”

Prefácio (intitulado Pequena Palavra) de João Guimarães Rosa ao livro Antologia do Conto Húngaro – Seleção, tradução, introdução e notas de Paulo Rónai. Revisão de Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira. Coleção Panorama do Conto Universal – Volume 1o. Editora Civilização Brasileira S/A. 1957. Exemplar No. 1615.

***