O primeiro-ministro israelenese quer inserir microchips em crianças tão logo voltem às aulas ao término do bloqueio causado pelo coronga. A idéia do gênio é garantir o distanciamento social.

“Falei com nossos chefes de tecnologia para encontrar medidas em que Israel é bom, como sensores. Por exemplo, todas as pessoas [grifo meu], todas as crianças – quero [grifo meu] primeiro as crianças – teriam um sensor que soaria um alarme quando você chega muito perto, como os sensores dos carros.” disse Netanyahu.

Ora, ora, quem diria que a marca da besta começaria pela nação escolhida?

Com informações do Conexão Política.

***