O excelente portal Crítica Nacional entrevistou ontem Osmar Terra, médico e deputado federal. Os entrevistadores foram Paulo Enéas e Leandro Ruschel. Como secretário estadual da saúde do Rio Grande do Sul, Terra enfrentou a pandemia H1N1 que teve como porta de entrada aquele estado em 2009, vinda da Argentina devido à incúria da gestão da comunista Cristina Kirchner no tratamento da doença.

Se você é preguiçoso como eu, aqui vai o resumo: Terra recomenda a quarentena vertical – o isolamento dos grupos de risco – e critica a quarentena horizontal – o confinamento. O médico também aponta a origem do pandemônio que a pandemia criou: o estudo mal feito de Neil Ferguson, cientista (?) da uma (ex) prestigiada instituição britânica. Ferguson cometeu um erro crasso e, confundindo conhaque de alcatrão com culatra de canhão, fez projeções que não se confirmarão. Além disso, fala sobre remédios, sobre a experiência positiva de Coreia do Sul e Japão (que não pararam a economia), uso político da pandemia, analisa o caso específico da Itália e faz muitas outras abordagens que projetam luz no obscurantismo por que estamos passando.

Imperdível!

***