Na coletiva de imprensa sobre o corona vírus, uma jornalista perguntou para o Bolsonaro: (…) o senhor considera que agiu errado ao ir ao encontro dos manifestantes, uma vez que o senhor não tinha esses resultados [não sabia se estava contaminado]?

Bolsonaro respondeu:

– Quando fui, domingo, aqui, na rampa desse prédio – eu não fui à rua – eu não estava infectado. Muito pelo contrário, eu já tinha um parecer dando como negativo. (…) Eu, como chefe do Executivo, o líder maior da nação brasileira, tenho que estar na frente, junto com meu povo. Não se surpreenda se você me ver nos próximos dias, entrando num Metrô lotado em São Paulo, entrando numa barcaça na travessia Rio-Niterói em horário de pico ou dentro de um ônibus em Belo Horizonte. Isso longe de demagogia ou populismo, é uma demonstração que eu estou ao lado do povo, na alegria e na tristeza, pra comemorar alguma coisa ou pra chorar outra. É o exemplo que eu sempre dei na minha vida enquanto soldado do exército brasileiro.

*

Veja a resposta do presidente no vídeo Coronavirus disease (CODIV-19) a partir de 1h07min30seg.

***