No discurso de ontem na ONU, Bolsonaro usou várias vezes a palavra Socialismo e evitou o uso do termo Comunismo.

Para mim, discutir a diferença entre Socialismo e Comunismo é mero diletantismo. Bolsonaro poderia ter usado tanto um termo quanto outro. É tudo a mesma porcaria.

Bolsonaro, entretanto, preferiu o termo Socialismo.

Para mim, ficou claro que Bolsonaro, ao usar o termo Socialismo, atacou diretamente tanto os governos notadamente comunistas como Cuba e Venezuela como os governos sociais-democratas europeus. Se Bolsonaro tivesse usado o termo Comunismo, ele correria dois riscos: 1) ser taxado de extremista caça-comunista retrógrado – “Hahaha, o comunismo acabou!” – e 2) daria margem para tipos como Macron e Merckel poderem dizer “não é comigo”.

Ao usar o termo Socialismo, Bolsonaro matou dois coelhos (tem coelho na Amazônia?) com uma cacetada só.

Mitou de novo!

***