Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece.

A ONU lançou um projeto para feminilizar os homens brasileiros. Os globalistas querem que o homem se torne mais feminino, eliminando da sociedade conceitos “machistas” e mudando também o conceito de família. Família agora é um grupo de pessoas com laços de afeto e cuidados mútuos.

Perguntar não ofende: bicho também é pessoa? Zoofilia à vista!

Lembrou-me o controle de velocidade de veículos na cidade de São Paulo levado a cabo com a disseminação de radares aliada ao ataque às mentes perpetrado pelos jornalistas da extrema imprensa. Não basta espalhar radares; também é necessário a cumplicidade da mídia de massa para tocar o terror nos motoristas.

Começando na gestão Hadad, passando por Dória (que aumentou, apenas parcialmente, a velocidade nas marginas e não nas grandes avenidas nem nas ruas) e chegando a Bruno Covas que está implantando as Áreas Calmas, com velocidade de 30 km/h, o controle de velocidade tem transformado os motoristas em verdadeiros zumbis. É comum ver motoristas a bordo de carrões do ano trafegando lentamente em amplas avenidas tendo à sua frente o trânsito completamente livre – todos menininhos bem comportadinhos da Nova Ordem Mundial. Decerto, ouvindo o palhaço Carequinha que, nos anos 1960, cantava:

O bom menino não faz pipi na cama

O truque dessa engenharia social consiste em tirar do motorista a responsabilidade por suas ações. Ao tirar a responsabilidade do motorista, o controle de velocidade tira também a sua capacidade de iniciativa. Nenhuma lei pode substituir o discernimento do motorista em cada situação específica no trânsito – sol, chuva, dia, noite, tráfego intenso, nenhum tráfego, presença ou ausência de pedestres etc.

Abre o olho, rapaz!

Com informações do Portal Livre.

*

Quando vier a guerra, quem defenderá a mulher e os filhos?

***