O motorista de um carro de luxo atropelou e matou uma mulher de 65 anos na semana passada nos Jardins, em São Paulo. Atropelou, olhou e se mandou sem prestar socorro. Tinha boas razões para fazer isso, do ponto de vista dele – em 2014, ele já havia sido condenado por ter atropelado e matado um motocilista.

A solução para homicidas contumazes é uma só: pena capital.

– Ái, seu Hashi, o que é isso?! Cadê a sua caridade?

Eu é que pergunto, gafanhoto, cadê a sua caridade para com as vítimas desses psicopatas? Um homicida desses, mesmo preso, apresenta vários riscos: 1) pode matar agentes penitenciários; 2) pode matar outros presos, de menor periculosidade e de possível ressocialização e 3) pode fugir e matar novamente nas ruas.

Vamos deixar de hipocrisia.

***