Ontem a noite, por volta das 20h, meu amigo José Vicente – o J, como eu o chamo – estava voltando para casa vindo da padaria quando foi abordado por um bandido que desceu de um carro preto dentro do qual permaneceram pelo menos outros dois comparsas. Isso aconteceu em plena Alameda Santos, ao lado da Avenida Paulista onde, naquele momento, havia grande concentração de policiais devido à comemoração pela eleição de Bolsonaro.

O bandido agarrou o braço do J:

– Perdeu, playboy, entra no carro.

Com um ágil safanão, J se livrou do canalha e jogou a sacolinha que tinha em mãos contra o rosto do bandido. Ato contínuo, J disparou na contramão e não viu mais a corja.

Decerto, eram comunas desesperados com o iminente fim da mortadela anunciado pelO Mito e se contentaram com o conteúdo da sacola da padaria.

Que situação!

***

Publicidade