Alexandre Frota esteve ontem, dia 2 de agosto, na Câmara de Vereadores de Sorocaba para promover o livro A Luz, de sua autoria, que relata a sua experiência no mundo das drogas.

Durante o discurso, foi interrompido por uma jovem que o hostilizou. Com a maior presença de espírito, Frota bateu boca com a moça. Manteve a calma e, com voz firme e professoral, rebateu as críticas, não dando espaço e falando ao mesmo tempo que ela.

Após o discurso, foi a vez de uma vereadora e um vereador o hostilizarem.

Mais uma vez, Frota não deu espaço nem se descontrolou. Aliás, quem se descontrolou foi a vereadora, que logo perdeu a briga e saiu de cena. A cada xingamento, Frota rebatia com outro. A cada ameaça física, Frota demonstrava que topava a parada. Chegou até usar de ironia quando o vereador disse que conhecia o passado sujo de Frota. “Eu não sabia que o senhor era meu fã.” respondeu Frota.

E, para mostrar que não arredaria pé, resumiu: “Comigo, não! Vocês estão mal acostumados.”

Frota mostrou como se faz: ocupou o espaço e quem teve que sair foram os esquerdistas. Uma verdadeira aula de luta política.

Como escreveu Edson Camargo dias atrás, citando David Horowitz: “Política é briga de rua”.

Clique aqui para ver o bate-boca de Frota com a esquerdalha.

***