Pergunto aos meus três leitores: de onde vem a expressão “de fogo” para designar bebuns?

Será que tem a ver com as “línguas como de fogo” que pousaram sobre os discípulos no dia de Pentecostes e que os encorajou a sair em público falando em línguas?

Existe expressão análoga em outros idiomas?

Por favor, amigos linguistas, etmológos e afins, me ajudem a decifrar esse enigma!

***