Em sua missão de transformar a sociedade, a mídia de massa manobra as estatísticas a seu bel prazer.

A Globo News mostrou números da criminalidade do Rio de Janeiro. Por exemplo: a apreensão de armas aumentou (ou abaixou, tanto faz) tantos por cento. O Bom Dia São Paulo, na tv aberta, mostrou estatísticas de roubo de bicicleta: aumentou tantos por cento.

Esses números, em si, não querem dizer absolutamente nada. O que interessa é: a quantidade de armas em circulação abaixou ou subiu; em que porcentagem? A frota de bicicletas, aumentou ou diminuiu? Em que porcentagem? Sem esses números, a análise é impossível.

A ciência estatística é a arma ideal para os revolucionários da mídia. Portanto, não acredite em nenhuma pesquisa exibida pela mídia. Vá à fonte e verifique você mesmo (se tiver capacidade para fazê-lo).

***