Ficha técnica

Nome: A Verdade Vencerá. Subtítulo: O povo sabe por que me condenam. Editora: Boitempo. Prólogo de Luis Fernando Veríssimo. O volume é composto por entrevistas dadas a Juca Kfouri, Maria Inês Nassif, Gilberto Maringoni e Ivana Jinkings. Tem também textos de outros autores. Tiragem: 30 mil exemplares. Tamanho: mais de 200 páginas.

*

Em primeiro lugar, o título é enigmático. Verdade? Mas, se para comunista não existe nem verdade nem mentira?! Para comuna só existe a ação e o materialismo histórico. Eles riem de conceitos burgueses como verdade, bem, vida eterna, Deus…

O subtítulo é mais contraditório ainda – O povo sabe…. Sim, realmente, o povo sabe das coisas. Sabe do Foro de São Paulo, conhece a estratégia das tesouras e, nas maiores passeatas da história humana, saíram às ruas dizendo Olavo Tem Razão.

(O Foro de São Paulo foi criado em 1990 por Fidel Castro e Lula com o objetivo de implantar o comunismo na América Latina. A estratégia das tesouras é uma estratégia leninista que consiste em oferecer ao povo duas alternativas: esquerda e esquerda da esquerda – no Brasil, PSDB e PT. Olavo de Carvalho é um Davi que derrotou, sozinho, o Golias da desinformação comunista construída no Brasil pela mídia, pelo sistema educacional e pela indústria cultural.)

Aliás, se a tiragem é de 30 mil exemplares, que povo é esse?

O mais engraçado, entretanto, é Lula, notável refratário à leitura, se preocupar em escrever um livro. Para o homem, ler é “pior que exercício em esteira”.

Engraçado mas não surpreendente. Trata-se de uma obra destinada a compor o discurso de perseguição política e recriar a história. Mais ou menos igual às inúmeras obras – livros, filmes, peças teatrais, reportagens etc. – sobre março de 64 que enganaram o povo brasileiro durante décadas falando sobre a Ditadura (?), sobre os guerrilheiros idealistas que queriam implantar no Brasil um Atenas moderna, blá, blá, blá…

No lançamento do livro – entenda no sentido clássico, não literal – o ex-presidente disse: “Se me prenderem, serei o primeiro preso político do século XXI neste país”.

Não, Lula, você não será um preso pol[ítico. Será apenas mais um político preso.

***