No dia 9 deste mês, soldados venezuelanos entraram na aldeia indígena Águas Brancas (Guiana) para roubar comida. Os infelizes disseram ao xamã da tribo que estavam sem suprimentos fazia pelo menos 45 dias. Não é a primeira vez que o exército venezuelano comete um crime devido à escassez: em 2016, seis oficiais roubaram cabras para saciar a fome; em março deste ano, um vídeo circulando na internet mostrava soldados comendo do lixo.

Questionados, os idiotas úteis comunistas dirão que é culpa do Trump. Talvez seja o topetudo que esteja entupindo de dinheiro os cofres de Maduro e Raul Castro com o objetivo de matar de fome as respectivas populações. Complicado? Não tente entender; a lógica comunista é assim mesmo. Não é à toa que endoidecem.

Com informações do Epoch Times.

***