— Isso aqui tá muito chato. Vamos pra minha casa ver desenho.

Quem disse isso foi Mariazinha, de 3 anos de idade. Disse isso a Joãozinho e Zezinho, seus coleguinhas de escola, menores do que ela. Haviam sido deixados em sossego e, ante a fraca vigilância, saíram da sala, percorreram um corredor até o pátio, abriram o portão que estava sem guarda e sem chave e ganharam a rua, onde o seus anjos-da-guarda as protegeram dos carros.

Logo estavam no prédio de Mariazinha. Os inocentes porteiros, achando muita graça naquela expedição-mirim, a ajudaram a apertar o botão do andar dela. Quem tomou o maior susto foi Diocrécia, a empregada.

— Dô, você pode fazer pipoca pra nós? perguntou Mariazinha enquanto liderava a turminha rumo à tv.

Mariazinha ligou a tv. Teve que aumentar o volume porque a empregada, ao telefone, se esguelava gritando com a patroa.

Aqui entre nós, esse episódio revela o que é a escola moderna.

Certo estava Mariazinha: melhor se distrair com os amigos comendo pipoca.

***

Anúncios