“A terra esfriou, nós católicos é que temos de reanimar o calor vital que se extingue, a nós compete recomeçar também a era dos mártires. Porque ser mártir é coisa possível a todos os cristãos; ser mártir é dar a vida por Deus e pelos irmãos, é dar a vida em sacrifício, quer seja consumida duma só vez como holocausto, quer se vá dando lentamente e fumegue dia e noite como os perfumes sobre o altar; ser mártir é dar ao céu tudo o que se recebeu: o ouro, o sangue, toda a nossa alma”

Frederico Ozanan

***