Surgiu na internet uma esquisitice chamada Baleia Azul, um jogo misterioso indutor do suicídio. Como muitas coisas da internet, ninguém sabe exatamente do que se trata mas o bafafá serviu para trazer à tona a irrefutável realidade do suicídio de adolescentes.

Parece que a porcaria vem da Rússia, parece que por lá o suicídio da molecada é historicamente uma praga. Não por acaso, a moda de tentar a sorte com um revólver na cabeça é conhecida como Roleta Russa. Nenhuma novidade para quem estuda História e conhece a frase de Maria pronunciada em 13 de julho de 1917 (100 anos!) em Fátima: “(…) a Rússia vai espalhar os seus erros pelo mundo”.

Seja como fôr, uma coisa é certa: a meninada está mesmo desesperada no beco sem saída que a vida moderna a conduziu – um mundo sem família, sem Deus, sem religião; um mundo materialista e relativista. O mundo comunista, para resumir. Filhos sem pai, os adolescentes se sentem rejeitados e sozinhos. Não podia dar outra coisa, um mundo assim, senão a auto-mutilação e o suicídio.

A solidão é o maior mal do nosso tempo, disse João Paulo II. E a solidão é a responsável pelo suicídio dos adolescentes (e dos idosos também).

O remédio para a solidão – desculpe dizer o óbvio – é a companhia das outras pessoas. Não a simples companhia física mas a companhia espiritual: a amizade.

“Já não vos chamo servos, mas amigos.”

“Nisto todos conhecerão que sois Meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.”

“Como Eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.”

“Um só é vosso preceptor, e todos vós sois irmãos.”

Nosso Senhor Jesus Cristo nos deu a receita. Por isso, se você quer ajudar os solitários – não se iluda, eles podem estar mais próximos do que você pensa – precisa meditar nas palavras de Cristo e viver a caridade.

Se, por outro lado, fôr você o solitário, busque a companhia de outras pessoas que precisam da sua ajuda. Faça trabalho voluntário; abra os olhos e olhe à sua volta e logo verá quantas pessoas precisam de ajuda; acima de tudo, agradeça a Deus pelo sofrimento pelo qual você está passando porque a dor da solidão é uma etapa pela qual todos os que buscam a verdade têm de passar.

Um observador atento, olhando para você, deve repetir as palavras do historiador dos primórdios do Cristianismo:

– O fundador dessa religião inculcou na cabeça dos seus seguidores que todos os homens são irmãos. E eles acreditam mesmo nisso!

***

Anúncios