Desde que chegou ao poder, em 2011, o ditador norte-coreano executou mais de 300 pessoas, incluindo um tio, de acordo com um relatório do Institute for National Security Strategy, um think thank sul-coreano.

Ninguém mata como comunista.

***

Anúncios