No Evangelho de hoje, Nosso Senhor Jesus Cristo nos avisa que o Filho do Homem pode vir a qualquer instante e por isso devemos estar preparados porque Ele virá com a força de um tsunâmi e nos surpreenderá como nos surpreende um ladrão.

Tsunâmi, dilúvio “arrastando a todos”, ladrão “arrombando casa”… estranhas palavras para um Deus de amor, para um Deus que é Pai, que nos manda amar até mesmo os inimigos. Como uma pessoa tão bondosa como Jesus usou palavras tão duras?

Uma passagem do filme Antes de Partir (The Bucket List) talvez nos ajude a compreender o ensinamento de Cristo.

Carter (Morgan Freeman) é um mecânico que recebe um telefonema do hospital onde estivera fazendo exames médicos. Más notícias: está com uma doença mortal. À medida que a cena se desenrola e o médico dá explicações, a câmera vai focando em Carter cuja expressão vai ficando cada vez mais sombria enquanto a sua voz, em off, vai explicando:

– Fizeram uma pesquisa uma vez perguntando se as pessoas gostariam de saber quando iriam morrer. 96% das pessoas respondeu que não. Eu sempre fiquei do lado dos 4% restantes porque saber o dia exato da morte sempre me pareceu uma coisa boa.

E, ao desligar, o telefone, conclui:

– Acontece que não é!

***

Anúncios