Dias atrás, um PM fazendo bico como motorista do Uber foi assaltado por três (TRÊS!) bandidos e, em legítima defesa, os enviou desta para melhor. Com eles, foram encontradas duas armas.

O herói, em vez de receber as congratulações da empresa, ganhou um belo pé na barra-funda: foi mandado embora sob a alegação que ninguém pode entrar armado num carro do Uber. Ué!? E os bandidos? Bandido pode andar armado; gente de bem, não!

Essa norma é mais ou menos como proibir o suicídio sob pena de prisão ou multa.

Quem estiver descontente com a atitude politicamente correta da empresa, pode usar o concorrente Cabify.

***

Anúncios