Diversas celebridades americanas soltaram faniquitos durante a campanha presidencial e ameaçaram se mudar dos EUA caso Trump ganhasse a eleição.

Cher, Whoopi Goldberg, Samuel L. Jackson, Miley Cyrus, Lena Dunham, Bryan Cranston, Amy Schumer. Trump acrescentou: We don’t need Beyonce, Jay-z, Lady Gaga.

Mas parece que perderam a coragem. E as ameaças ficaram só nisso: apenas ameaças.

Também, iriam trocar a boa vida e a grana americanas pelo canibalismo norte-coreano ou pelo paredón cubano?

E, se algum desses esquerdistas tiver lealdade (coisa que eles desconhecem) à palavra dada, já vai tarde!

Bye, baby, goodbye

Bye bye, so long, farewell

***

Anúncios