Proclamação da República, comemoração cívica.

Comemorar golpe?

Sim, isso mesmo, a Proclamação da República não passou de um golpe contra o imperador. Não há nada o que comemorar.

Aliás, num mês de 30 dias, três feriados são demais. Que tal abolirmos o feriado golpista de hoje e o feriado racista do Dia da Consciência Negra? O feriado do dia 20 não passa de engenharia social engendrado por comunistas para criar a divisão racial no nosso país, terra onde o racismo nunca existiu – o que existe é o preconceito social, brasileiro não gosta de pobre, só isso, mas isso é uma outra história. Precisa ser muito trouxa para ainda cair em lenga-lenga de comunista.

O que todas essas políticas de minorias objetiva é simplesmente criar divisão e ódio entre irmãos. O Brasil é o país menos preconceituoso do mundo; somos nós quem melhor compreendeu a máxima evangélica: Tendes um só Preceptor, e todos vós sois irmãos.

Atenção, comunas do mundo inteiro, a hora de vocês está chegando: Trump nos EUA, Brexit, Leste Europeu unido, Foro de São Paulo se esfacelando… pelo mundo afora, Nossa Senhora está ajeitando as coisas; o passo final é limpar a Igreja da corja comunista que A infesta. Para dar uma boa sacudida na Igreja nos 100 anos de Fátima, Maria conta com a ajuda de todas as pessoas de boa vontade – aqueles que um dia serão contados entre os santos e as santas de Deus.

Por que não eu, por que não você?

***

Anúncios