Uma onda de ataques sexuais realizados por refugiados muçulmanos deixa bem claro o papel da abertura aos imigrantes na Europa: a destruição do Cristianismo e a imposição da sharia no Ocidente. Segundo a lei islâmica, as mulheres não devem frequentar lugares públicos.

Tudo isso está sendo mantido em segredo pela mídia de massa, cúmplice no crime civilizacional, e fomentado pelas feministas.

Leia o artigo Suécia: ataques sexuais fazem do verão um inferno, publicado no Mídia Sem Máscara.

***