20 de julho, Dia do Amigo.

Quer dizer que amizade agora tem dia? Que porcaria é essa?

Leio na internet que a data comemora a chegada do homem na lua. Essa é demais! O gaiato que inventou essa festa queria mandar os amigos pra longe, o mais longe possível. Fosse hoje, escolheria o dia da chegada do robô a Marte. Ou comemoraria essas sondas que fotografam os confins do Universo.

Faz lembrar o amigo Sartre: o inferno são os outros. Já se vê que ele não andava em boa companhia, ao contrário de Vinícius de Morais que não andava só – só ando em boa companhia, com meu violão, minha canção e a poesia. O bom artista, juro por Deus, não é tolo – explicou Monarco. Não é mesmo: ambos conheciam muito bem a força transformadora da música para fazer amigos. Ou destruir inimigos, como é o caso de muitas músicas atuais. O Brasil de Noel e Ernesto Nazareth, Villa-Lobos e Caymmi virou terra de ninguém e a baixa qualidade da música atual é causa e consequência das dezenas de milhares de homicídios, do analfabetismo funcional e da devastação das drogas.

Dia do Amigo? Nâo, obrigado. A amizade não pode ter um dia porque é a máxima expressão do amor. É a amizade de Deus que nos sustenta na existência, dia a dia, instante a instante. Já não vos chamo servos mas amigos disse Jesus na despedida. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. O cristão não é reconhecido pela honestidade, pela coragem, pela castidade ou por qualquer outra das inúmeras virtudes que o Cristianismo fomenta. Um historiador dos primeiros tempos escreveu: o fundador dessa religião colocou na cabeça dos seus seguidores que todos os homens são irmãos. E acrescentava boquiaberto: e eles acreditam mesmo nisso!

Acreditavam, nobre historiador, acreditavam.

O Ocidente esqueceu-se de Cristo. Agora, acredita na boa vida, na grana, no conforto, na pílula – símbolo da nossa época -, no aborto, na eutanásia, no divórcio. Acredita em patéticos discursos e passeatas contra o Islã, que vem aí, babando.

Chegou a hora da onça beber água. Vamos ver quem realmente é amigo de Cristo.

***