Sai da Frente é o nome do filme de estreia de Mazzaropi. Sai da Frente deve ser o grito de guerra do povo brasileiro contra o governo, neste momento singular da história do nosso país em que o povo está nas ruas mostrando quem é que manda. Não podemos nos contentar com as migalhas de um impeachment de uma presidente que fraudou as eleições, primeiro por um crime eleitoral, que foi a apreensão ilegal dos folhetos contra o aborto do meu saudoso amigo Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, e depois por meio da apuração secreta na reeleição. Dona Dilma não é e nunca foi presidente. Dona Dilma é Dona Dilma, A Usurpadora.

O povo não pode arrefecer. Tem que manter o entusiasmo nas ruas. Afinal, quem é que está prestes a tomar o poder? A mesma turma de sempre. Os mesmos políticos que, durante décadas, assistiram impávidos ao avanço do comunismo e ao aparelhamento do estado. Não vamos cair nessa, não vamos pedir socorro ao bandido. A voz das ruas tem que mandar um recado bem claro: Sai da Frente, governo; Sai da Frente, burocracia; Sai da Frente, comunistas.

O povo brasileiro é criativo e trabalhador. Só precisa ser deixado livre para poder construir e gerar riqueza. Precisamos nos ver livres de tantas leis e impostos, do peso do estado, um estado que não cabe no PIB e, acima de tudo, precisamos nos livrar da agenda esquerdista castradora: aborto, sex lib, incentivo ao crime e às drogas e à ociosidade, deseducação escolar, controle mental, destruição das mentes e das famílias… chega, a lista não acaba.

A solução é uma só: gritaria na internet, gritaria nas ruas, ocupação do espaço público, ocupação de espaços na mídia, nos sindicatos, nas escolas, em todo e qualquer lugar onde tenha se entocaiado um rato comunista – esses loucos precisam ser varridos da vida pública. A voz das ruas já disse: Fora Foro, Quero Meu País de Volta, A Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha, Olavo Tem Razão.

Olavo tem razão e, nos países decentes, os sábios estão no topo da hierarquia social. Se queremos transformar o nosso país num país digno, temos que aprender essa lição e dar ouvidos ao mais sábio dos brasileiros. Os ensinamentos do professor estão aí à disposição de qualquer um, nos vídeos, nos artigos, nos livros, nos cursos. Temos que estudar para saber o que está acontecendo, não seja que, por ignorância, acabemos por trabalhar para o inimigo feitos uns idiotas úteis – a alegria de Lênin.

Sai da Frente é o nome de um filme de 1952. Tirou a companhia Vera Cruz do buraco. O grito Sai da Frente pode tirar o Brasil do buraco.

Afinal, como se dizia antigamente, o Brasil só vai pra frente porque de noite o governo dorme.

* * *

Anúncios